Como começar um negócio gastando pouco?

 Por muito tempo, as pessoas realmente acreditaram que só era empreendedor quem tinha muito dinheiro, quem vinha de família rica ou que apenas continuava um negócio que já existia. Hoje, a realidade é bem diferente. É possível começar um negócio com pouco dinheiro e fazer dele um grande sucesso.

Não é utopia pensar dessa forma. É só olhar para as grandes empresas como Apple, Amazon, Magazine Luiza, Walt Disney e muitos outros. Todos eles começaram com pouco.

Bom, agora que você já sabe que é possível, vamos te explicar neste conteúdo como fazer isso na prática. Um passo a passo para tirar o seu negócio do papel investindo pouco. Confira abaixo!

5 dicas para começar um negócio gastando pouco

1. Escolha um nicho

Talvez, de todas, essa seja a parte mais importante porque aqui devem pesar algumas variáveis significativas para o seu negócio dar certo.

Um dos pontos a ser discutido é sobre fazer o que gosta, ou seja, trabalhar com aquilo com o que você tem maior afinidade. Por exemplo, digamos que, desde muito jovem, você sempre gostou de se maquiar e, sendo assim,  vender produtos de maquiagem pode ser uma boa opção.

Outra variável é se tem mercado para venda do seu produto ou serviço. Por exemplo, você pode pensar em abrir uma livraria, porém, o número de brasileiros que gostam de ler não é tão grande e há empresas de muitos anos fechando as portas. E, se formos pensar nos e-books, temos mais um ponto negativo nessa escolha. Assim, se não tiver mercado, provavelmente seu empreendimento não dará certo ou então, levará muitos e muitos anos para dar lucro.

Além de tudo isso, estamos falando de começar a investir com pouco. Pensar em abrir, por exemplo, uma revendedora de veículos, não deve estar dentro dos seus planos, já que um negócio como esse exige um grande capital inicial e de giro.

Por isso, pese na balança todas essas variáveis e escolha um nicho que possa combiná-las da melhor forma possível.

2. Vá atrás de conhecimento

Se você não tem muito dinheiro para começar, então o seu melhor aliado será o conhecimento.

É por meio de cursos que você vai conseguir, por exemplo, encontrar as melhores estratégias para começar um negócio, que vai aprender sobre gestão financeira, sobre marketing digital e tudo o que envolve o início e a manutenção de um empreendimento.

Um ótimo lugar para começar a aprender sobre o assunto é o site do Sebrae. Lá você vai encontrar diversos cursos gratuitos voltados para o empreendedorismo.

E você não precisa e não deve parar por aí. O aprendizado deve ser constante e você precisará se manter atualizado sobre o seu mercado sempre, mesmo quando tudo estiver indo super bem.

3. Tenha uma estrutura enxuta

Se o seu capital não permite, por exemplo, contratar um funcionário, sem problemas! Comece sozinho. Quem melhor para gerir o seu negócio do que você mesmo? Só depois de se consolidar o seu negócio ou sentir que não está dando conta, pode começar a contratar pessoas.

E, ainda assim, a passos curtos. Por exemplo, pode começar contratando alguém por apenas 1 turno e ir aumentando a carga horária progressivamente.

Além disso, se você não precisa de um negócio físico, a melhor opção é expor os seus produtos em um catálogo digital. Existem opções de plataforma na qual o cliente já faz tudo por lá, inclusive o pagamento. Você só recebe a notificação de compra, embala e manda entregar.

Se esse é o modelo de empreendimento que pensa para o início, pode fazer tudo de casa e firmar parcerias com empresas de entrega.

Outra coisa que você pode fazer para ter uma estrutura de negócio mais enxuta é utilizar as redes sociais e sem precisar pagar por anúncios. Então, você pode usar o WhatsApp e o Instagram, por exemplo, para expor a sua mercadoria. E pode associá-las ainda ao seu catálogo virtual.

4. Faça um planejamento

Ter um planejamento é o segredo do sucesso. Talvez, seja a parte mais complexa na hora de começar um negócio com pouco dinheiro, mas vale a pena o trabalho e o esforço.

Além disso, existem cursos que vão te ajudar a montar um passo a passo com todo o planejamento. E para que serve isso?

Esse plano será capaz de não apenas auxiliá-lo a abrir o seu negócio com maior confiança, como também vai te ajudar a identificar se realmente este é o momento certo para isso. Por exemplo, por meio do planejamento, você pode identificar que ainda precisa de um pouco mais de capital para dar esse passo tão importante.

E só lembrando que diversas são as empresas que fecham com apenas 1 ano de existência e tudo isso só por não ter um bom planejamento desde o início.

5. Invista no digital

A sua empresa precisa estar no digital e isso nem é mais considerado um diferencial, mas sim o mínimo que se espera.

Portanto, invista no digital, mas não é necessário estar em todas as redes sociais, esteja apenas naquela que tem a ver com o seu produto ou serviço.

Por exemplo, se você vende para outras empresas, o Linkedin pode ser a melhor opção de rede social para o seu negócio. Mas se ele tem a ver com moda, maquiagem e outro tipo de nicho mais visual como restaurante, o Instagram pode ser uma vitrine excelente.

Encontre ferramentas gratuitas para te ajudar nessa jornada até você poder terceirizar essa função. Por exemplo, para fazer as artes dos posts, pode usar o Canva que possui uma versão gratuita com muitas opções.

Quais os melhores nichos para começar um negócio?

Bom, para começar investindo pouco, existem alguns nichos que podem ser excelentes. Por exemplo:

  • artesanato;
  • comida;
  • aulas e cursos online;
  • mercado infantil;
  • mercado pet;
  • brechó online;
  • consertos em geral.

Existem, é claro, outras várias opções como aluguel para festas, ofertar serviços de marketing, cuidados com animais e muitos outros. Leve todos os pontos colocados aqui em consideração e dê o primeiro passo para começar um negócio.

Ainda ficou com dúvidas e não sabe bem por onde iniciar? Então, deixe as suas perguntas nos comentários!

Deixe uma resposta